Mês: Setembro 2016

AS DEZ MELHORES ILHAS DO MUNDO 2016 FORAM ELEITAS!

Não, nem todas essas ilhas são perfeitas para o surf, mas tem vários paraísos listados aqui que na temporada correta também oferecem ondas de nível clássico!

A lista foi eleita pelos leitores do Travel + Leisure e eles levam anualmente em consideração para pontuar:

  • Paisagem
  • Atividades
  • Atrações Naturais
  • Praias
  • Comida
  • Afabilidade dos locais e serviços
  • Valor Geral

Três das melhores ilhas estão localizadas no arquipélago asiático e vocês verão as Filipinas predominando o que demonstra que para muita gente viajar longas distâncias não é um problema se o destino valer a pena.

Vamos conhecer essas dez ilhas e relembrar quais dessas estão entre as 22 melhores praias do mundo para surfar?

A CIÊNCIA EXPLICA PORQUE PRECISAMOS DO MAR PARA VIVER MELHOR

foto 1 - dosurf:a ciência explica por que precisamos do mar para viver melhor.jpeg

Todos nós que pegamos onda, não importa em qual nível: iniciante, intermediário ou quebra vala temos nossas mentes impactadas e beneficiadas por algo que não temos nem clareza exata do que é, mas temos.

Sabe aquele sentimento de sair da água com frio após em um longa queda em um dia gelado com vento rasgando e quase cortando seu rosto? Ou aquela sensação de quando quase ouvimos os gritos de cansaço dos nossos músculos depois de tanto remar contra a correnteza? E mesmo sentindo tudo isso e desejando só um banho quente e roupas secas AINDA assim estamos com um sorriso no rosto  e desfrutando daquela sensação de conexão consigo mesmo e paz e tranquilidade com o mundo?? Então… é sobre isso e é pra você que escrevemos este post.

Nós, amantes do mar e das ondas, sentimos a renovação e ficamos revigorados através do simples e as vezes breve contato com o oceano. Podem haver varias explicações emocionais para isso, mas também existe uma explicação científica para este sentimento.

COISAS QUE NINGUÉM NUNCA TE CONTOU SOBRE VIAJAR…

Todo surfista se importa com o mar, ou pelo menos deveria! E por isso precisa entender mais sobre os impactos do turismo bem como encontrar alternativas para praticar turismo sustentável para poder explorar o mundo em busca das ondas mais perfeitas que estão espalhadas por aí.

Recentemente falamos de alguns modelos de viagem que auxiliam as comunidades que vivem perto das ondas. Relembre aqui. E hoje vamos falar sobre algumas curiosidades divulgadas recentemente pelo time da UNEP, Passaporte Verde e do AIRBNB.

8e7c48fe89dd1a44eedccc98986cca23.jpg

São fatos e verdades bem pouco conhecidas que vamos compartilhar para que você com simples ajustes ajude a deixar o mundo um pouco melhor! Se gostar do que encontrou aqui não deixe de compartilhar, afinal, informação é poder, bro!

  • Você Sabia? Que as emissões de carbono [CO2] dos aviões ocorrem principalmente na decolagem e aterrissagem? Por isso, escolher voos direto para o seu destino são uma forma BEM confortável de contribuir.
  • Além disso vale dizer que uma mala bem feita, com menos peso que ocupa menos espaço faz com a diminuição de CO2 seja menor, pra ficar claro: Em um voo de 4 horas é possível evitar cerca de 100-200kg de CO2 com uma bagagem 15 kilos menos pesada [na hora de voltar, se livre de embalagens para economizar espaço e uso kits de viagens]. Tem que levar todas as pranchas? Todas as roupas? Não rola pesquisar a previsão do tempo pra acertar? E aquelas mochilonas? Não podem ser uma alternativa dessa vez?
  • Antes de viajar, ou mesmo sair para ir pra praia é SEMPRE importante verificar se as torneiras estão desligadas, só para você tem noção: Em 1 dia, torneiras pingando podem desperdiçar 46 litros de água, o que representa água potável suficiente para 13 pessoas!
  • Obviamente você já ouviu falar do efeito estufa, certo? Então saiba também que luzes acesas representam cerca de 15% do uso de eletricidade e 5% das emissões de gases que pioram esse dano. Então é hora de fazer bom uso da luz do sol sempre que possível, comprar lâmpadas de LED [que podem economizar até 85% do consumo de eletricidade] ou sensores de movimento [que economizam cerca de 20-40%] e lembrar de desligar todas as luzes quando for sair.

É ISSO QUE ACONTECE QUANDO VOCÊ ENCONTRA A ROUPA DE BORRACHA PERFEITA!

Você se apaixona, verdadeiramente. Afinal, roupas de borracha são uma benção e as vezes pensamos na possibilidade de usa-las o tempo todo. E quanto mais você usa, mais você se impressiona com seus benefícios pouco conhecidos, porém importantes que vão muito além de nos manter quentinhos e confortáveis.

Você ama coisas que te esquentam não ama? Claro que sim! Colo de mãe, edredom macio, meias em uma noite de frio… Não tem nada que te esquente mais no mar do que uma roupa de borracha e só de colocar o pé na água e ver que você poderia estar congelando já gera uma natural sensação de gratidão por estar devidamente protegido.

do surf roupa de borracha 6.jpg

A roupa de borracha com a espessura correta e bem vedada faz com você se sinta mais forte diante da imponência do mar. Você cai, é arremessado, toma uma vaca, e sua pele está a centímetros maravilhosos de distância daquela agressão. É um espaço de neoprene de um sentimento poderoso: o amor.

QUERENDO MELHORAR SUA REMADA E FICAR EM FORMA PARA SURFAR? SIM! É POSSÍVEL!

Todos nós sabemos a importância de estar em forma no line up. Não tem nada pior do que não conseguir pegar uma onda porque faltou remada. Se você está em evolução e se desafiando, é ainda mais frustrante. Mas ainda pode ser realmente o fim se você pensar que gastou uma baita energia no inside e não chegou no outside perdendo um potencial excelente dia de surf.

Se você fizer parte daquele 1% da população que tem a sorte de surfar todos os dias, manter-se forte é fácil. Agora para o resto que tem de sobreviver a insanos períodos de distância do oceano, ou mesmo para os novatos que acabaram de escolher o melhor vício de suas vidas é primordial estar forte para aproveitar ao máximo.

Há sites por aí que vão te ajudar a se fortalecer em 10 minutos ou ensinar os alongamentos ideias para fazer você remar como um peixe, MAS nós Do Surf acreditamos na jornada, e na disciplina e resiliência que só quem realmente quer surfar as melhores ondas do mundo possui nas veias salgadas. Queremos deixar você pronto para uma correnteza nervosa e pra uma remadeira que vai te deixar mais próximo da melhor queda da sua vida.

do surf remada e surf shape.jpg

Não estamos falando de nada chato, longo ou moroso, mas estamos falando de construção e manutenção da musculatura chave do seu corpo. Não é fácil, nem rápido, mas com certeza, pelo surf, valerá a pena!

Aqui vão alguns exercícios recomendados para sua evolução [lembrando que se tiver a oportunidade de conversar com um profissional para fazer os exercícios corretamente, nós recomendamos e muito!]

NATAÇÃO

Ok, isso é bem óbvio e sabemos que você quase pensou em desistir desse post. Mas precisamos falar que não adianta nada você treinar apenas um estilo. Você precisa descobrir o quão longe você pode nadar e passar a entender quais limites você deve ultrapassar para construir força – força essa que vai aumentar sua velocidade e favorecer sua resistência. O ideal é que fuja do padrão da natação tradicional e tente simular o que é o surf:

  • Remadas constantes
  • Explosões
  • Apneia

Varie o ritmo constante com o ritmo acelerado com intervalo de um minuto na primeira e dois minutos no segundo ritmo. Com um treino customizado de 30 minutos duas vezes por semana é o que já vai te ajudar a evoluir consideravelmente.

ELÁSTICOS DE RESISTÊNCIA

do surf remada e surf shape 1.jpg

Esse simples acessório disponível na maioria das academias é um dos melhores simuladores do surf não aquático e vai ajudar você a fortalecer seus ombros e ir evoluindo e se desafiando com versões cada vez mais complexas dos elásticos disponíveis.

Faça intervalos entre as simulações de remada e diversifique a intensidade. Um pouco por dia, três vezes por semana será suficiente. Depois vem pra cá e conta como cruzar o mar ficou MUITO mais fácil.

PESOS

Vamos insistir nas simulações e pedir que você vá se desafiando com pesinhos tradicionais [como você pode ver nas imagens abaixo], sempre se posicionando como se estivesse em cima da prancha [lembrando de deixar o peito estufado sem forçar a cervical] e vá alternando os braços.

do-surf-remada-e-surf-shape-43

CORRER OU PEDALAR

Todos os exercícios presentes nesse post e na nossa categoria sobre treinos são válidos, contudo, sem exercícios aeróbicos você ficará sem fôlego antes mesmo de conseguir apresentar todo o potencial dos seus músculos. Correr ou pedalar vão ajuda-lo[a] na manutenção geral do seu corpo e também vão preparar suas pernas para poderosas viradas e manobras.

SEGREDO DE PROFISSIONAIS

Assim como o épico John John faz abaixo, a piscina pode ajudar bastante no seu processo de desenvolvimento não só com a natação. Até pode parecer esquisito para quem está de fora, mas remar na água da piscina vai te dar a sensação – mesmo que menos intensa – de forçar seus músculos contra a água e pode ser um dos treinos mais efetivos.

do-surf-remada-e-surf-shape-3

Sua piscina de treino não precisa ser grande e você também pode treinar o bom e velho joelhinho também!

O importante é respeitar o seu corpo e não exagerar e acabar se machucando e ficando longe das ondas. Procure um programa de treino que ajude você a entrar em forma e pegar as melhores ondas possíveis, é pra isso que estamos aqui!

Compartilhe esse post, mande sua evolução pra gente: contato@equipedosurf.com e não deixe de respirar o surf nas nossas redes Sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

FONTE 

SURFAR, VIAJAR E AJUDAR – JÁ PENSOU?!

Todo bom surfista depois de uma queda clássica sai do mar com aquela vontade de agradecer pelas condições perfeitas, pelo vento, pela ondulação e por qualquer outra variável que o tenha ajudado a viver aquele momento épico.

do surf gratidao.jpg

Mas depois isso passa, vem a próxima queda, talvez nem tão boa e a coisa esfria né?!

Enquanto isso, existem MILHÕES de pessoas, e principalmente, de crianças que poderiam se beneficiar dessa gratidão dos surfistas e com um pouco do seu valioso tempo você pode transformar o futuro de cada uma delas, já pensou nisso?!

Sim, isso pode rolar no Brasil sim! Mas também tem opções na África do Sul e em El Salvador [para a mulherada].

Ficou confuso? Então entenda mais sobre os dois projetos que materializam essas propostas abaixo.

PROJETO 1: SURF EXCHANGE

do surf exchange 1.jpg

O Surf Exchange [site aqui] é uma organização que visa fomentar o esporte, a cultura e o que chamamos de turismo sustentáveis com projetos sociais em diferentes destinos do surf, tendo sua prática como principal atividade.

Destinos paradisíacos de surf como:

  • Praia da Pipa – Brasil
  • Florianópolis – Brasil
  • Itacaré – Brasil
  • Cape Town – África
  • Jeffrey’s Bay – África

Já falamos algumas vezes aqui sobre como surf pode salvar vidas, interferir positivamente na juventude e até mudar o destino de nossas crianças, tendo tudo isso dito é fácil acreditar no esporte como uma alternativa de auxílio social e evolução socioambiental para comunidades carentes proporcionando interação entre viajantes e as comunidades locais.

As atividades são as mais diversas e toda a experiência acaba por proporcionar um conhecimento mais profundo do país de destino sempre preservando a cultura nativa e mobilizado pela paixão pelo esporte:

  • Treinamento especializado de surf com equipes locais [Coaching]
  • Trabalhos voluntários com crianças e jovens carentes
  • Trabalhos sociais de educação ambiental
  • Turismo Ecológico e Intercultural
  • Curso de shaping e design de pranchas

VOCÊ TEM UMA BOA HISTÓRIA DE SURF PRA CONTAR? TEMOS UMA BOA NOTÍCIA PRA VOCÊ!

Aqui no Do Surf acreditamos em colaboração, falamos para surfistas de diferentes níveis, inclusive iniciantes, apoiamos o surf feminino e estamos de portas abertas para aqueles que amam o mar, mesmo que não tenham subido em uma prancha – ainda.

E cada vez mais queremos criar conteúdos que realmente ajudem vocês no dia a dia praiano, metropolitano ou onde quer que estejam e por isso decidimos compartilhar algumas histórias, além dos projetos que normalmente divulgamos de pessoas que escreveram pra gente via contato@equipedosurf.com!

Essa história é da família de surfistas da Kim Biersack!

“Ela tinha 20, acordava e colocava o biquíni, não via a hora dos pés descalços pisarem na areia. O cabelo era uma mistura de cores, o castanho claro natural e as manchas loiras de parafina. Sorria para o sol lá fora e seu estilo de vida era pura gratidão, sem precisar falar. “Te encontro na praia amanha?” Claro , chego cedo“. Naquela época não existia rede social, celular pra quê? Era a pura e almejada liberdade.Em um dia normal, sem música de fundo, ou likes em uma foto, o mar foi testemunha do primeiro encontro dos meus pais. Meu pai tinha um cabelo grande escuro, a pele até hoje carrega as manchinhas que apresentam um alguém que cresceu na praia, nessa época era raro alguém que o visse usando calça comprida.

Os olhos se cruzaram e meu pai falou “te encontro mais tarde aqui?”, “eu venho”, não teve amor à primeira vista, nem uma conversa que mudou a vida dos dois, teve energia, teve espiritualidade, mormaço. Os dois estão juntos à 22 anos, eu vim dois anos depois desse encontro e nesse meio tempo foram muitas praias visitadas, até praia de nudismo conheceram juntos, quando eu nasci, as surftrips tiverem que cessar, mas os dois continuaram juntos sempre com os pés na areia, onde decidiram qual seria o meu nome enquanto apreciavam o mar:

“Vai ser kim” , minha mãe achou diferente, gostou. Queria Yasmim também ou nada feito. E foi.

E desde que comecei a entender o que eu ouvia ficou claro: “Surfar é uma das melhores coisas que você pode fazer na vida” e apesar de ondas fortes e ressacas sempre tem algo bonito para se ver. Minha mãe sempre me dizia “Surfista surfa, bodyborder voa” e ela me contava sobre a equipe de surf com a modéstia de dizer “Eu só fazia uns 360 nada demais , mas quando entrava na água perdia a noção da hora”.

Cresci engatinhando na areia, passava pela minha mãe e ia pra água, ás vezes, por estar gelada me assustava, mas eu gostava. Herdei isso. Me ensinaram a amar o próximo, a respeitar, a tratar bem, deixar uma boa impressão, nunca me disseram que eu deveria ter uma religião , mas me ensinaram a ser espiritual. Aprendi que religião é algo que o homem criou, mais um dos vários rótulos que deveríamos carregar e não viver e praticar o amor como seus princípios.

A minha crença é o meu marzão que mergulhei sem querer sair. Ele é aquele fim de tarde que você deita na areia molhada e fica grato pelo cansaço bom que o surf rendeu. Eu sou surfista fixa das ondas daquilo que acredito. Lembro que peguei a primeira vez em uma prancha com 15 anos, estava na água com a minha avó olhando admirada a galera surfando, ela foi lá e disse para os surfistas que eu queria aprender, me chamaram e eu toda afobada já prendi a corda na canela e falei como se já tivesse uma grande experiência “Me avisa quando vier a onda boa pra eu remar” e foi. Eu fiquei em pé logo na minha primeira remada e me deixei cair no mar e falei “É isso! Tá no sangue”, finalizei meu dia com aquela galera, tive e tenho sorte de ter uma avó materna louca que encarava várias jornadas comigo.

Minha prancha hoje é uma triquilha herdada da minha irmã, fica pendurada no meu quarto e espera ansiosamente por cada fim de ano. Hoje com 20 anos eu trabalho como modelo – o que já me rendeu um desfile irado de homenagem a Company [marca de surf da época da minha mãe] – e estudo pra medicina. Sou como minha mãe na minha idade, grata, livre e com amor pela vida. Pra mim o viver tem gosto de água salgada, cheiro de parafina de abacaxi e não tem coisa melhor do que lançar uns drops por cima dos problemas.”

SIM, VOCÊ TAMBÉM PODE SER UM SURFISTA. E É MAIS FÁCIL DO QUE VOCÊ IMAGINA!

Sol, ondas e uma descarga de adrenalina, o que tem para NÃO amar no surf? O esporte não só nos conecta com a natureza, mas também com aqueles com quem dividimos as ondas [com exceções é claro], afinal na água somos todos absolutamente iguais e pouco importa o que você faz ou onde você mora.

do surf eh facil 1.jpg

Os benefícios da prática do esporte vão muito além de uma emoção passageira e um pouco de relaxamento. Estamos falando de um treinamento cardiovascular, do fortalecimento dos ombros e costas e benefícios evolutivos para as pernas. Há quem diga que o surf proporciona o mesmo relaxamento e consciência que a meditação e a mesma adrenalina da corrida e que isso é o que faz do esporte tão único.

Contudo, há uma impressão disseminada que o surf é algo inacessível, que você precisa ter nascido ou ser um local da praia ou que precisa de uma habilidade específica para poder praticar o esporte. E esse post é exatamente sobre a INEXISTÊNCIA dessas barreiras. Aqui tem tudo que um futuro surfista precisa saber:

DECIDA ONDE VAI SURFAR

do surf eh facil0.jpg

Encontre uma praia que você consiga ir e apenas vá, fique na espuma, vá remar mais pro fundo, entre no mar em dias pequenos e dias maiores, se conecte com a imensidão azul e como em todo bom relacionamento inicial – vá visita-lo o máximo que puder, sempre com saudades e muito respeito. A manutenção é mais importante que a conquista.

Se escolher um lugar muito longe: tudo vai dificultar sua trajetória, o trânsito, a preguiça, a gasolina, então… Escolha bem!

TENHA ALGUM EQUIPAMENTO EM MÃOS

do surf eh facil 11.jpgRecomendamos que você experimente um pouco do surf antes de investir um caminhão de dinheiro em equipamentos, roupa de borracha e acessórios, no início vale pegar emprestado ou alugar se for possível. Depois, quando decidir que vai encarar o processo de aprendizado do surf, use o investimento para manter seu compromisso em dia.

De cara é legal começar com aquelas pranchas mais molinhas ou de isopor até que o equilíbrio já não seja mais algo inalcançável. Buscar uma roupa de borracha que seja bacana e que você goste é essencial, porque elas podem durar MUITO tempo. Lycras são ótimas opções para evitar que sua pele encoste na parafina, depois se ficar empolgado e for surfar no frio a preparação vai ser outra.

TREINE PORQUE É IMPORTANTE

do surf eh facil.jpg

Preparação é um diferencial, aqui no blog temos uma sessão inteira só com exercícios e sugestões que podem ajudar você a melhorar suas habilidades na água. Quando estiver longe da praia, já saberá o que fazer.

Yoga é uma excelente alternativa! Já tentou?

LEVE ESSAS DICAS PARA QUANDO JÁ ESTIVER NA ÁGUA

do surf eh facil 3.jpg

  • A primeira conquista é conseguir ficar de pé na prancha – mesmo que por alguns segundos – e por isso vale muito tentar simular o movimento de ficar de pé na areia antes de entrar [mesmo que dentro da água você esqueça tudo, a base vai te ajudar a progredir!]
  • VAMOS REMAAAARRR! Se tem algo em que você deve se dedicar dentro da água é no braço entrando bem fundo na água e realmente levando você pra frente a fim de pegar a onda que deseja.
  • Mantenha os olhos pra cima – assim fica mais fácil se equilibrar e levantar.
  • Agachamento é uma boa estratégia – ajuda muito no equilíbrio, quanto mais flexionados estiverem seus joelhos mais fácil vai ficar se manter ali.
  • Se comprometa em ficar em cima da prancha até o final, não deixe o desequilíbrio te derrubar, continue o máximo de tempo que puder em cima da prancha, sem pular.

E RESPEITE ALGUMAS MEDIDAS DE SEGURANÇA [BEM VÁLIDAS]:

do surf eh facil 2.jpg

Nem tudo são ondas perfeitas nessa vida, e o mar pode ser BEM bravo e agressivo, lembre-se: o surf é um esporte radical, com vários perigos que precisamos ter ciência e por isso essas instruções de segurança são muito válidas.

  • NUNCA entre em pânico: Se você gastar energia desnecessária tentando lutar contra o mar, você só vai se cansar, perder fôlego e pode até se traumatizar. Respire fundo, solte a prancha quando necessário, mergulhe e mantenha a calma – isso vai mudar sua vida!
  • Cuidado com sua prancha: Sempre deixa-a do seu lado direito, esteja com seu leash bem preso e se necessário, solte a prancha para ela não bater em você.
  • Levante-se protegendo seu rosto: Depois de uma vaca a sua prancha pode estar vindo na sua direção, por isso, com calma, levanta-se com a mão protegendo o rosto.
  • Nunca fique no caminho de um surfista que vem vindo.
  • Tente ficar na mesma linha dos demais surfistas para não tomar ondas na cabeça e veja se tem diferentes níveis na água, se sim, vá com calma e se aproxime dos iniciantes, não tem nada de mal nisso.

E agora meu amigo? Vai lá tentar, e depois vem contar pra gente como foi! Nunca é tarde!

Compartilhe esse post com seus amigos que querem começar a surfar e relembre aqui: 7 motivos para você começar a surfar agora! Se for um iniciante e quiser outras dicas, aqui tem várias: Minha Primeira Onda.

E não se esqueça de nos acompanhar nas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

FONTE

SURF AMPLIA A CONSCIÊNCIA DOS JOVENS SOBRE SUSTENTABILIDADE

Lizzy é uma daquelas mulheres que podemos chamar de filha da maré. Ela é a personificação de tudo aquilo que o esporte precisa para transbordar oceano à dentro. Uma artista, absolutamente diferenciada: já foi dona de uma marca de surf alternativa, produzindo peças de roupa de maneira colaborativa com outros artistas apenas para amigos e familiares oferecendo consciência ambiental e provocando um culto a natureza.

Ela faz arte com aquilo que a inspira, no caso, o mar, e todos os seus personagens aquáticos.

O surf é meu caminho para uma consciência mais elevada. É uma maneira de compreender todas as coisas, porque permite um estado de serenidade e exige presença – que me faz ver todo o resto das questões, mais tarde

O que faz dele merecer ter sua arte exposta aqui? Ela, evidentemente, acredita no poder do surf como uma ferramenta para promover a mudança positiva. Ela hoje assina a parte gráfica da ideia MY DESTINY  – um projeto sem fins lucrativos que apresenta os valores do surf como uma alternativa para os jovens ampliarem sua consciência sobre sustentabilidade social, econômica e ambiental.

ENTENDA O MODELO DE AVALIAÇÃO DOS JUÍZES DA WSL

Você que acompanha o campeonato ou gostaria de acompanhar, precisa entender as regras e como os surfistas são avaliados pelos juízes da WSL. Depois de entender ficará mais claro que é MUITO difícil julgar um esporte que depende TANTO, como nenhum outro, das boas condições da pista.

Recentemente os juízes foram questionados por diferentes surfistas [incluindo Gabriel Medina] sobre sua avaliação, e é difícil chegar em uma conclusão já que não estamos falando de um esporte onde a precisão ou um ato único determinam o resultado [não é um gol  ou um ponta na quadra, por exemplo]. Qual a opinião de vocês sobre o que rolou?

No paralelo, vale falar que são cinco critérios qualitativos que ajudam o surfista a pontuar, sem ordem de grandeza.

CRITÉRIO 1: Comprometimento e grau de dificuldade – Isso significa o quanto o surfista está comprometido em escolher e aproveitar as melhores ondas, principalmente as da série durante a sua bateria e o grau de dificuldade das manobras que executar para garantir sua pontuação.

drop.gif

CRITÉRIO 2: Inovação e progresso – Melhor que mandar bem, nesse caso é bom treinar e mostrar algo que ninguém viu. Afinal cada pico e cada onda tem uma característica – tem horas que um tubo bem executado é que conta e outras vezes é uma batida forte que vai fazer a bateria. Para ficar claro: Em Teahupoo um aéreo é quase sem valor se comparado com um tubo profundo e o surf de linha em Bells Beach vai ser muito valioso para o competidor.

Cut back.gif

Aereo 2.gif

%d bloggers like this: