A HISTÓRIA DA SURFISTA LÊ RIBEIRO VAI INSPIRAR VOCÊ!

Já fiz um ano desde que ela ressuscitou.

Sim, há mais de 360 dias atrás ela havia tentando terminar com sua própria vida, e há quem diga que para todo fim, existe um recomeço.

Os motivos que levaram Letícia Ribeiro de Curitiba [Paraná] a tentar se matar foram os mesmos motivos que tiram o sono de muita gente. Ela vivia um relacionamento abusivo e sua inocência não permitia que ela enxergasse o risco que corria até que ela foi também efetivamente agredida pelo namorado.

do surf Le Ribeiro 2.png

Letícia é uma menina de boa família, vivia no conforto de uma boa condição financeira, sempre estudou em colégios ótimos, faz faculdade de educação física  e está prestes a se formar e nunca deixou de viajar e explorar o mundo. A irmã mais nova e os pais são uma saudável composição familiar, são sua base.

A experiência de desistir de viver pode ser bastante ruim, principalmente quando não evitada ou mesmo quando deixa sequelas físicas ou emocionais nas vítimas. Mas no caso da Lê foi motivo para renascer.

O surf já era assunto e Gabriel Medina já era uma paixão desde antes do título mundial. Mas seu coração foi carregado para o mar por um antigo colega que contou e mostrou a ela o que o surf poderia fazer na vida de uma pessoa, e dividiu com ela sua própria experiência de encontro com o mar e sua ampliação de consciência.

do surf Le Ribeiro 1.jpg

Ela passou a consumir o surf, assumir o surf, a sentir a energia do surf entregue na transparência de seu olhar e na calma com que seu coração batia. Todo feriado ou final de semana era uma oportunidade para ir para a praia, ver o mar, se conectar com ele, enfrentar os medos e se distanciar dos problemas da semana.

Foi com uma roupa de borracha emprestada de um colega e um longboard gigante que ela ficou de pé desde o primeiro dia na água. Passou do long para uma 7’2 e passou a se divertir na espuma. Sem técnica nenhuma, apenas muita vontade e algumas dicas misturadas com doses de concentração.

Nos últimos nove meses ela vem decodificando essa mistura de paixão de medo. As dores nos braços e nos ombros já não encomodam e acordar realmente cedo também já não era mais um problema, ela passou a curtir a serra, os primeiros raios de sol entre as nuvens e a decidir a trilha sonora do filme da sua própria vida.

do surf Le Ribeiro 3.png

O mar? Hoje é o que ela também chama de lar. E sua vida não carrega as más lembranças do passado porque o momento presente é uma onda das boas, daquelas que acalmam o peito e que ela recomenda pra quem quiser escolher esse estilo de vida para começar a realmente viver 😉

Gostou da história da Lê?! Tem uma boa história pra contar? Escreve pra gente: contato@equipedosurf.com

Go For It!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: