Mês: Janeiro 2017

APRENDA UM NOVO ESPORTE AQUÁTICO NESSE VERÃO!  

Você deve se lembrar de quando encontramos a comprovação de que aprender um novo esporte faz muito bem para o seu cérebro – não lembra? Então se liga aqui.

Esse é mais um post em parceria com as meninas do Hina Aloha! Fizemos um sorteio com elas semana passada e se você não ganhou mais ainda quer poder comprar algo delas, basta contar mais um pouco sobre você nesse link e esperar para receber o cupom com 10% de desconto por e-mail!

verao

Considerando que o verão não é a época com mais onda do ano, resolvemos sugerir algumas outras modalidades aquáticas que vão no mínimo te ajudar a melhorar no surf quando as ondas voltarem! 😉

Na água o esforço é maior, portanto, associar atividades aquáticas aos treinos de musculação traz resultados positivos para o corpo e a saúde do coração.

Treinar na água ajuda a refrescar nesse calorão. E qualquer esporte feito na água não apenas queima, mas evapora calorias e ajuda a deixar os músculos tonificados e torneados.

QUERENDO FUGIR DO CROWD? CONHEÇA PRAIAS COM HOLOFOTES PARA O SURF NOTURNO

Em dois lugares do mundo que você pode surfar tranquilamente durante à noite!

Do surf noturno foto 1.pngKeremas, Bali

Sabe quando o mar está clássico, mas o sol já está se pondo e você não vai ter tempo de luz para esperar a última série do dia?! Pois bem, há dois lugares no mundo que você já pode continuar a sessão depois que o sol tiver ido embora.

Recentemente a prefeitura da cidade de Lima, no Peru, instalou postes de iluminação na praia de La Pampilla para que os surfistas pudessem surfar a noite. Os postes de quase 20 metros são potentes para iluminar 200 metros de distância, o que permite boa visibilidade [segundo eles!] dentro d’água.

Do surf noturno foto 2.pngPraia de La Pampilla, em Lima, iluminada

AVISO: ACORDAR PARA SURFAR PODE MUDAR SUA VIDA!

*Que essas palavras sejam entendidas como apenas uma perspectiva, ninguém tem a intenção de questionar nenhum ritual ou forçar alguma crença. Respeitamos o que cada um acredita e também a forma como acreditam!

do surf igreja religiao 1.jpg
Deus ajuda quem cedo madruga!” – essas palavras saiam da boca dos meus pais, da minha encolhida avó e com certeza de muitas pessoas ao redor do mundo. Os motivos que justificam a profecia dessas palavras tem uma relação direta ou indireta com respeito: respeito pelos compromissos matinais ou respeito pela exuberância da natureza no nascer do sol de cada manhã.

E foi assim que acabei dividindo o mundo em dois grupos de pessoas: Aquelas que acordam cedo para cumprir com seus deveres matinais: trabalho, compromissos gerais e idas à igreja e aquelas que acordam cedo e trocam uma noite de hedonismo por um dia bem aproveitado e uma manhã que possa ser contemplada em sua magnitude.

Não acho que nenhum dos dois grupos seja melhor do que o outro e também confesso que apesar de fazer parte do segundo grupo, ainda invejo quem consegue responder ao toque do despertador sem reclamar. No meu caso, acordaria 5 horas da manhã para ver se as ondas estão boas, mas se o despertador me alertar as 8:00 que o escritório me espera em 1 hora serei capaz de apertar o botão da soneca até meu dedo ficar dormente.

CONHEÇA SEUS VÍCIOS: ENTENDA POR QUE O SURF É VICIANTE.

foto 1.jpg

Não é nenhum segredo que é o surf é um esporte divertido e faz os praticantes sentirem-se mais jovens e livres, mas esse também não é o motivo que transforma a prática em algo viciante.

O surf é viciante porque é baseado em um sistema absolutamente inesperado de recompensas.

A mais de 60 anos atrás, pesquisadores descobriram que os ratos quando recompensados de maneira imprevisível passavam a ter um comportamento obsessivo.

O psicólogo americano B. F. Skinner realizou um estudo dando recompensas aleatoriamente cronometrados para os tais ratos. Esses ratos estavam em seus assentos [rodas, pilhas ou aparatos de madeira] e durante o período de espera entre uma e outra recompensa “inesperada”, antecipavam ativamente a próxima recompensa, de maneira obsessiva e batiam nas grades de suas gaiolas, na esperança de receber a recompensa.

Mas a pergunta é: Como seriam essas recompensas inesperadas com relação ao surf?

No surf, você não consegue pegar as ondas que quer, do jeito que quer e quando quer, certo? O vento, a ondulação, a hora de trabalho ou da escola, os compromissos que caem bem no final de semana de altas ondas sempre interferem e mudam seus planos. Enfim… existe um conjunto de coisas que precisam estar alinhadas para que você possa surfar ondas boas na praia. Não é igual a marcar um futebol, handbol ou vôlei, que podem ser jogados em qualquer lugar, durante qualquer dia depois do expediente de trabalho.

ELA É CADEIRANTE, MAS SE SENTE LIVRE NO MAR.

Essa é a história australiana Shannon Glasson, de 17 anos, nasceu com hiperplasia adrenal congênita, uma doença genética muito incomum que afeta as glândulas suprarrenais. Seus primeiros anos foram entrando e saindo de cirurgias e ela só aprendeu a andar aos quatro anos. Hoje em dia, para ficar bem precisa tomar diariamente uma ampla gama de medicamentos.

do-surf-cadeirante-1

Minhas glândulas suprarrenais não funcionam e isso é substituído por esteroides, quatro ou cinco vezes por dia. Isso não me faz incapaz de fazer o que todo mundo faz, basta que eu tome meus remédios todos os dias e vivo a vida normalmente.“, conta eu seu site.

Apesar da sua condição não favorável, a adolescente não deixa que sua doença interfira na paixão ou diminua a habilidade que possui por fotografar o mar. Para isso ela passa horas na água todos os dias. “Aprendi a nadar antes de aprender a caminhar”.

Ela começou a tirar fotos com a ajuda de seu tio, um fotógrafo profissional, e também aprendeu bastante assistindo a vídeos do YouTube. Sua inspiração vem do premiado fotógrafo australiano Warren Keelan, que lhe ensinou como usar um flash para imagens do oceano.

5 DICAS INFALÍVEIS PARA VOCÊ ESCOLHER SEU SUP CORRETAMENTE!

Nós separamos algumas dicas que vão te orientar a escolher certo no mar de possibilidades disponíveis caso você queira comprar sua primeira prancha de SUP!

O verão está aí e se você que ainda não pratica o surf mas flerta com ele, o SUP é um start. Você já ficou olhando o pessoal remando nos Stand Ups pela praia e não se conforma de não estar nessa também?

Você não precisa ficar de fora! Se você decidir comprar um SUP para se preparar para no futuro subir em pranchas cada vez menores e sem remo, queremos que saiba como agir corretamente na hora de escolher!

1- DECIDA SEU OBJETIVO

As pranchas de Stand Up Paddle são usadas para muitas finalidades. Você pode querer apenas remar a passeio em mares calmos ou lagoas, praticar o SUP Yoga, fazer remadas de longa distância ou surfar mesmo. Para cada objetivo existe uma prancha mais adequada. Por mais que hoje você ainda não ache que suas habilidades são para a prática dessas modalidades, é importante saber desde já o objetivo a se desenvolver.

gif1

2- OBSERVE E CONHEÇA OS TIPOS DE MATERIAL 

Ah… aqui também há uma infinidade. Hoje se faz SUP até de garrafa PET ou caixinha de leite reciclado. Mas vamos aos mais comerciais: depois de decidido o uso, há materiais mais adequados para cada coisa. Para recreação existem pranchas de espuma, que não machucam e ainda são resistentes. Há também os modelos infláveis, mais práticos para o transporte. Para as remadas de longa distância você pode optar pelo modelos de fibra, como o material de barcos e caiaques. Já para o surf existe o isopor epoxy e o poliuretano. Então, converse com o profissional e peça para ele te mostrar os matérias e avalie o melhor custo benefício.

SURF NÃO TEM IDADE!

Surfar nao tem idade do surf.jpeg

Mariluce Sposito é paulista, casada, tem 38 anos, 3 filhos e nunca esteve em seus planos de vida entrar no mar e tentar pegar onda.

Até porque já tinha sofrido um trauma, quase se afogado e temia o mar com todas as suas forças – o reflexo do respeito exagerado.

Cresceu assistindo Armação Ilimitada, As Inusitadas Aventuras do Juba e Lula e tinha Zelda Scott sempre na mente. Mas depois de começar a enfrentar as responsabilidades da vida adulta só conseguia relaxar e dormir assistindo canais de surf, se impressionando com os surfistas insanos dropando cracas como Teahupoo e Nazaré.

Diante da comum realidade das grandes metrópoles e mais de 5 anos sem férias, decidiu ir passar o final do ano de 2016 com a família no litoral Paranaense.

QUEM NÃO QUERIA ACREDITAR QUE ESTÁ NA CALIFÓRNIA?

O verão não tem nos dado nem sol, nem onda, nem nada. E exatamente por saber que nada poderia ser pior do que uma segunda-feira no meio desses dias chuvosos preparamos uma surpresa junto com as meninas da Hina Aloha pra melhorar sua dia!

Post KIT HA Do Surf 1.png
As meninas em parceria com uma marca de swimwear Sicrupt criaram uma coleção com identidade própria: a Sunset Gold. Pensando para mulheres que querem viver o lifestyle do surf, se aventurar e que tem o esporte como rotina, seja ele qual for.

A tentativa foi de aproximar a Califórnia, lugar mais divertido do mundo da nossa realidade latina. Quem não queria acreditar que está na Califórnia?!

Um lugar das melhores referências musicais de todos os tempos! O verdadeiro palco do skate e do surf que tem paisagens de tirar o fôlego e ondas que fazem qualquer surfista feliz!

sunsetgold-fb-cover-v2-1

5 COISAS QUE VOCÊ NÃO SABE SOBRE O SURF NA ÍNDIA

A Índia tem nada mais nada menos que 7500 quilômetros de costa, e por isso, apesar de não ser muito comentada como um pico de surf, há infinitos surfspots por lá. As maiores ondas rolam, geralmente, entre Maio e Setembro, durante a época pré monções ou nas monções. E por isso resolvemos colocar 5 coisas que mesmo os surfistas curiosos e viajados, não sabem sobre o surf na Índia!

1 – A Índia tem muita, mas MUITA onda boa! 

As melhores ondas da índias e as mais famosas são Mahabalipuram [Tamil Nadu], Kovalam [Kerala], Covelong [Tamil Nadu], Auroville [Tamil Nadu], Varkala in Kerala, Little Andamans e Lakshadweep. Um Google e algumas delas e você vai entender que a Índia pode sim ser um dos seus próximos destinos para uma surf trip.

Foto 1.pngLakshadweep é um dos lugares com as melhores ondas foto: Rammohan Photography

2 – A Índia tem um cenário forte no surf

Ao todo são 8 campeonatos de surf em média por ano realizados no país. O maior deles é o International Surfing Championship. Além disso, são 11 escolinhas de surf espalhadas pelo país. Quase todas as escolinhas oferecem além das aulas de surf, acomodações e também aula de yoga. 

foto 2.pngSurfista local durante um campeonato regional

3 – Os maiores talentos do esporte são, normalmente, de vilas de pescadores!

SE SENTINDO MUITO CANSADO LOGO CEDO? TOME CUIDADO!

Já falamos algumas vezes por aqui o quanto surfar cedo é bom! Mas temos plena ciência de que acordar cedo não é a opção favorita das pessoas.

MAS É POSSÍVEL!

do-surf-cansado-1

Acordar cedo para surfar – ou fazer outras coisas – é muito bom por alguns motivos: o mar muitas vezes está melhor, mais vazio e o vento não incomoda muito.

E para acordar cedo você precisa ter o hábito e uma vontade absurda de cair na água! Se você começar, aos poucos, acordando mais cedo do que o normal e não cair na tentação de apertar o botão soneca, muita coisa pode mudar.

Uma dica, além de não comer nada pesado a noite e dormir cedo  é deixar o despertador o mais longe possível de você. Se você tiver que desliga-lo levantando da cama, metade do esforço já terá sido feito, então é só lavar o rosto e pronto!

%d bloggers like this: