CAMPEONATO MUNDIAL: VEM MUDANÇA POR AI??

Planos da WSL sobre novos formatos do Circuito Mundial vazam na ultima etapa em Trestles [EUA].

Pipeline, no Havaí, pode abrir a temporada da WSL..jpg Pipeline, no Havaí, pode abrir a temporada da WSL.

De acordo com a revista australiana Stab, a WSL [World Surf League)]prometeu mudanças radicais no Circuito Mundial em reunião com os atletas na última quarta-feira em Trestles, Califórnia (EUA).

A informação é mantida sob sigilo pela WSL, mas teria sido confirmada por alguns atletas, segundo a revista. Seguem abaixo algumas das principais mudanças sugeridas pela entidade para os próximos anos:

  • Em vez de coroar o campeão em Pipeline, o Championship Tour (CT) começaria no Havaí, em fevereiro.
  • O CT terminaria em Setembro (possivelmente no Taiti).
  • Em vez de ser decidido pelo sistema atual de pontos acumulados no ranking, o campeão mundial seria definido em um evento especial, provavelmente na Indonésia.
  • Neste evento, ao término da temporada, os seis melhores surfistas do ranking masculino e as quatro do feminino reuniriam-se nas Ilhas Mentawai, Indonésia, em um mega evento organizado pela WSL para decidir os campeões da temporada.
  • Para ser o campeão mundial, o sexto do ranking competiria contra o quinto. Quem vencer, enfrentaria o quarto e assim por diante até chegar ao duelo final, contra o líder do ranking da temporada.
  • Já o Circuito Qualifying Series (QS), a divisão de acesso para o CT, começaria imediatamente após a decisão do título mundial, operando de maneira similar a outros esportes, como a NFL. Isso permitiria aos atletas do CT competirem em tempo integral no QS, tentando se qualificar novamente à elite, ou apenas treinando para a próxima temporada.
  • O Circuito QS começaria em setembro e seria finalizado em dezembro, possivelmente com a Tríplice Coroa.
  • A revista Stab garantiu que foram ouvidas diferentes fontes, que preferiram manter o anonimato. Em resposta à revista, a WSL disse que “estuda mudanças para os próximos anos, mas por enquanto são apenas discussões com atletas e acionistas”.Procurado pelo Waves, um dos comissários da WSL – o brasileiro Renato Hickel – lamentou que o assunto debatido tenha vazado e confirmou que a entidade estuda mudanças para 2019.

    Ainda de acordo com Renato, a única informação que não procede é de que o QS passe a ser disputado em tempo curto. O circuito continuaria acontecendo durante o ano, como ocorre atualmente.

Fonte

Go For It!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: