Categoria: POR TRÁS DA ONDA

Um espaço para você se jogar de cabeça no extenso universo do surf, conhecendo as melhores histórias, os bons segredos, a origem, o mercado, os ídolos e os mistérios das águas salgadas.

O NATAL DO SURF CHEGOU!

natal do surf

Será que o bom velinho sabe dropar direitinho?! Preparamos uma lista BEM COMPLETA com mais de 30 opções de presentes DO SURF para você colocar na sua cartinha pra ele, rs.

do surf presente dia dos namorados cool legais coisas.png

  1. LIFE PROOF [ou caixa Estanque para celular]: Todo surfista gosta de eternizar seus momentos na água, afinal eles são únicos e indescritíveis demais para viverem apenas em suas memórias. Dessa forma, itens como life proof para iphones ou a recém lançada caixa estanque [watershothousing] são uma excelente opção de presente. Capinhas de celular com imagens do surf podem ser um ótimo presente de custo mais baixo  – existem capinhas especiais com lentes para diferentes ângulos e fotografias também que podem ser uma boa!
  2. GO PRO [e outras câmeras fotográficas]: Atualmente a pequena grande angular é a melhor forma de registro aquático e a favorita entre a maioria. Dependendo da versão  [hero 1, 2, 3 ou 4] dá para encontrar um custo acessível, e se apostar nos acessórios corretos deixar seu ou sua surfista bem feliz! Em sites de vendas de produtos usados como enjoei dá pra prenchinchar.
  3. CHUVEIRINHO DO SURF: Genialidade e originalidade pura! Além de auxiliar no bate volta, pode ser um item que ajuda o surfista presenteado a deixar o carro mais limpo.
  4. INDO BOARD: Ótimo item para treinamento em casa, prático, útil e com um custo bacana e acessível.
  5. THE TOOL: Como se fosse a canivete suíço especial para surfistas é uma boa e muito útil opção para presentear.
  6. CARVER: Há quem diga que o carver é a experiência mais próxima do surf no asfalto e que oferece uma super base para os praticantes.
  7. MOCHILAS: Podem ser backpacks ou mochilas que aguentam areia e água. Normalmente ali tem que caber a tolha, protetor, bermuda extra, água, alguma comidinha pros intervalos e outros itens que não cabem na capa da prancha. Excelentes presentes para quem viaja sempre.

do surf presente dia dos namorados baratinhos baratos.png

  1. SIMPLES PORÉM CHEIOS DE SIGNIFICADO: Chaveiros, posters, mousepads podem ser encontrados nos mais diferentes estilos e ajudar a deixar a rotina muito mais salgada. Além disso um bom kit de protetor solar, protetor labial e hidrante ou pós sol, podem parecer um presente simples, mas ajudam MUITO a evitar as tradicionais queimaduras dos surfistas.
  2. CANECAS DO SURF: Presente básico, porém bacana. O que pode ser melhor do que começar todos os dias tomando café da manhã com imagens do surf para esquecer da rotina e dos problemas?
  3. HAVAIANAS: Básico porém útil por longos períodos – tem opções para todos os gostos e estilos.

do surf presente dia dos namorados para praticantes.png

  1. PRANCHA: Não vamos falar de valores aqui por isso é algo extremamente específico. É um presente de alto valor e que não deve ser dado no escuro, afinal as chances de você errar são imensas. Pranchas são bastante individuais. Os caminhos são: levar o presenteado contigo ou entregar um vale prancha. Nossa recomendação é buscar a prancha ideal em lojas tradicionais de surf.
  2. JOHN/LYCRA: John/Lycra ou Roupas de Borracha também são um item caro porém super útil e necessário. Um long john é algo de extremo valor para quem mora no sul do país, para viagens possíveis como Chile e quando o inverno se estabelecer. O short John também é bacana afinal nosso oceano pode ser bem gelado e aqui faz frio também e as lycras passam a ser o item mais em conta, mesmo se tiverem uma espessura maior [se configurando como uma lycra John].
  3. ÓCULOS DE SOL E BONÉ: Sempre bom ter um de qualidade para verificar as ondas da areia. A marca pode variar, mas é importante ser um óculos que realmente ofereça um fator de proteção, é um bom investimento e um excelente presente.
  4. ROUPAS: Pode parecer chato e sem graça, mas boas bermudas [sempre de cordão para não machucar na hora de subir na prancha] das principais surfbrands não são das mais baratas e podem ser muito úteis para surfistas.
  5. ITENS ÚTEIS [que podem compor um kit]: Leash, jogo de quilhas, deck, parafina e capa de prancha. Sempre bom ter mais do que um, as surftrips costumam judiar desses itens.
  6. ITENS PARA TREINOS: Bola, bozu, ballance, corda e elástico, todos esses itens individuais ou em formato de kit ajudam nos treinos indoor e outdoor e podem ser uma excelente forma de incentivo.

do-surf-presente-dia-dos-namorados-curso-shaper.jpg

  • CURSO DE SHAPER: Não é um presente dos mais baratos, mas costuma ser uma das paixões de boa parte dos surfistas profissionais ao longo de suas carreiras. Os havaianos acreditam que você consegue transferir suas energias para a sua prancha quando a constrói com suas próprias mãos.

do-surf-presente-dia-dos-namorados-passagens-viagens.jpg

  • VIAGENS: Nada vai agradar mais o surfista presenteado do que uma passagem aérea para um lugar onde ele possa surfar. Existem vários sites como PASSAGENS MUITO BARATAS, PASSAGENS IMPERDÍVEIS ou mesmo os mais tradicionais como pacotes CVC e DECOLAR onde você pode encontrar passagens com preços excelentes para dar de presente com antecedência para que haja tempo para ele treinar e organizar a surftrip. Alguns destinos certeiros para pelo menos 7 dias são: Floripa, Chile, Peru e Califórnia e vamos ajuda-lo[a] à acompanhar as melhores temporadas de ondas ao longo do ano:
    • Abril a Setembro: Indonésia, México, Nicarágua, Tahiti [Polinésia Francesa] e El Salvador
    • Março a Outubro: Costa Rica [lado atlântico]
    • Novembro a Março: Hawaii, Costa Rica [lado pacífico], Ilhas Carolina e Fernando de Noronha
    • Novembro a Fevereiro: Austrália [ciclones extras tropicais]
    • Setembro e Outubro: Destinos Europeus como Portugal [Peniche], França [Hossegor].

do surf presentes dia dos namorados decor.png

  • DECORAÇÃO: Dizem que sua casa é onde você encontra energia para se recarregar nada melhor do que ter algumas peças decorativas que conectam você a sua paixão.

do-surf-presentes-dia-dos-namorados-livros.jpg

  • LIVROS
    • Welcome to Paradise, Now Go To Hell
    • Tom Carroll – biografia
    • Kelly Slater – Por amor
    • Kelly Slater – Pipe Dreams
    • Vintage surfing
    • The ecyclopedia of surfing

do-surf-presentes-dia-dos-namorados-filmes.jpg

  • FILMES
    • Castle In The Sky
    • The Drifter
    • View from Blue Moon
    • Soul Surfer
    • Chasing Mavericks
    • Missing [Mick Fanning]

Já está mais fácil decidir agora ou só piorou? Mande a foto do seu presente, uma sugestão, suas dúvidas, ou as imagens da sua comemoração pra gente, quem sabe você pode até aparecer no nosso Facebook ou Instagram! ;D

Aloha ao amor!

FONTES:
PRESENTES PARA ELE
MK MANIA
ZAZZLE
CARVER

CIRCUITO DE SURF ALTERNATIVO MOVIMENTA CENA EM NATAL

O Circuito de Surf Alternativo aconteceu em um dos últimos finais de semana de Novembro (18 e 19) na Praia de Ponta Negra, na Zona Sul de Natal. Após as duas primeiras etapas realizadas na Praia de Areia Preta e na Praia da Pipa, o palco da segunda fase do circuito foi a estimada Praia de Ponta Negra, onde o potiguar Victor Costa levou a melhor.

Lotada de turistas e potiguares, Ponta Negra foi o palco escolhido para reunir surfistas de todas as gerações para consagrar 14 categorias desta etapa, que reúne várias gerações de atletas. O grande campeão da Man to Man [a mais aguardada do torneio] foi o Victor Costa, que conquistou não só a categoria profissional como levou também o 3º lugar na categoria Sub-18! Os vencedores para casa diversos prêmios, como blocos Teccel, parafinas Fu. Wax, e um combo de presentes oferecido pelas lojas Ecológica Brasil, além do valor de mil reais para investir na carreira.

 Satisfeito com o resultado, o atleta lembra a importância de cada vitória. “Graças a deus eu consegui vencer e conseguir essa premiação, que vai me ajudar nas outras competições!“, menciona satisfeito com os próprios resultados.

 “Tinha torcida: meu pai, minha família, meus apoiadores tudo na beira torcendo por mim. Fazia muito tempo que eu não competia no quintal de casa, então foi especial. Na hora da batida final da profissional, tava praticamente a Vila de Ponta Negra inteira lá na praia torcendo! Foi irado conseguir resultados bons e soltar meu surfe. To feliz de ter investido na categoria profissional“.

Diferentemente das edições anteriores, nesta edição, o atleta que perdeu a primeira etapa do ano manteve suas chances, pois, a organização optou por descartar uma das etapas na somatória final do circuito. A etapa final será realizada no mês de janeiro na Praia de Tabatinga/RN.

As categorias disputadas foram Sub 12, Sub 14, Sub 16, Sub 18, Open, Sênior, Master, Grand Master, Kahuna, Grand Kahuna, Universitário, Free Surf, Feminino e Man to Man. As fotos do campeonato, com os ganhadores de várias categorias estão aqui. Todas as fotos são do fotógrafo João Mendes (@explorajb). Confira alguns vencedores a seguir:

  •  Victor Costa – Man To Man
  • Danilo Costa – Grand Master
  • Junior Rocha – Sênior
  • Adalton Soares – Sub 12
  • Yuri Barros – Iniciante
  • Matheus Lucena – Mirim
  • Felipe Alves – Jr

Todo domingo teremos uma pauta sugerida no nosso portal! Tem algo que quer falar por aqui? Mande para: contato@equipedosurf.com

 

NOVIDADES NO TOUR DA WSL PARA 2018

Indonésia substitui Fiji e etapa de Jeffreys Bay também terá competição feminina. Confira o calendário completo da WSL em 2018.
  foto 1 - Novidades do tour 2018: Dosurf:Keramas.png

 A World Surf League está divulgando oficialmente o seu calendário de eventos para a temporada 2018, com as etapas das categorias masculina e feminina do Championship Tour (CT), Qualifying Series (QS), Pro Junior, Longboard e do WSL Big Wave Tour (BWT).

As principais novidades do World Surf League Championship Tour 2018 são a inclusão do WSL Surf Ranch, a piscina de ondas criada por Kelly Slater em Lemoore, no lugar de Trestles também na Califórnia, a Indonésia substituindo Fiji e as meninas também vão ter a chance de competir nas longas direitas de Jeffreys Bay, na África do Sul, entrando na vaga da etapa feminina de Cascais, em Portugal. No entanto, essa prova de Cascais e a de Trestles poderão retornar ao calendário no futuro.

Estamos entusiasmados com o lançamento do calendário 2018, que inclui algumas mudanças importantes projetadas para garantir que continuemos a definir os campeões mundiais nas melhores ondas do mundo, visando também oferecer investimentos de longo prazo para o esporte”, disse o CEO da World Surf League, Sophie Goldschmidt. “A Indonésia é considerada como a casa das ondas “world-class” e é um lugar onde a Liga está explorando oportunidades de longo prazo. A etapa de Bali em Keramas vai substituir a de Fiji, que está no Dream Tour há muitos anos e pode retornar no futuro se conseguirmos o apoio necessário do governo de Fiji para levar os melhores do mundo para Cloudbreak e Restaurants. Keramas é um lugar fantástico também, então estamos felizes em termos uma etapa lá em 2018”.

Além disso, estamos ansiosos para ver as melhores surfistas do mundo competindo em Jeffreys Bay na próxima temporada, acompanhando os homens na icônica onda sul-africana”, continua Sophie Goldschmidt. “Trestles (EUA) e Cascais (PRT) não estarão no circuito em 2018 e foram decisões difíceis de tomar para a Liga, pois são dois lugares já tradicionais. No entanto, continuaremos buscando apoios para que essas duas praias retornem ao calendário da WSL em algum nível nas próximas temporadas”.

 foto 2 - Novidades do tour 2018: Dosurf:surfranch.png

O comissário da WSL, Kieren Perrow, também está entusiasmado com as novidades confirmadas para o ano que vem: “As mudanças no calendário 2018 são ótimas e haverá mais nas próximas temporadas, já que o esporte continua evoluindo. O processo de discussão e implementação dessas mudanças com os surfistas e parceiros foi muito positivo”.

O representante dos atletas e competidor do CT, Adrian Buchan, também comentou sobre as mudanças: “À medida que avançamos para uma nova era do surfe profissional, é reconfortante termos o apoio da WSL e o compromisso de colocar os melhores surfistas do mundo para competir nas melhores ondas do mundo. Enquanto ficamos desapontados com a perda de Fiji e Trestles em 2018, estamos realmente ansiosos com a volta de Keramas, na Indonésia, bem como com o evento inaugural no Surf Ranch. Não tenho dúvidas de que a temporada 2018 será injetada por uma nova motivação com a entrada desses dois novos locais no circuito”.

A representante das atletas e competidora do CT feminino, Sage Erickson, também aprovou totalmente as mudanças para as meninas. “Eu acredito que 2018 me parece ser o calendário mais emocionante para o surfe feminino em todos os tempos. Misturar os locais e adicionar novos para nós, como Keramas e Jeffreys Bay, vai realmente mostrar um novo nível de surfe das mulheres”.

 foto 3 - Novidades do tour 2018: Dosurf:Jbay.png

CALENDÁRIO MASCULINO DO WORLD SURF LEAGUE CHAMPIONSHIP TOUR 2018:

1.a: Mar 11-22 – Quiksilver Pro Gold Coast em Snapper Rocks, Austrália
2.a: Mar 28-08 Abr – Rip Curl Pro Bells Beach em Victoria, Austrália
3.a: Abr 11-22 – Margaret River Pro em Margaret River, Austrália
4.a: Mai 10-19 – Oi Rio Pro na Praia de Itaúna, Saquarema (RJ), Brasil
5.a: Mai 27-09 Jun – Bali Pro em Keramas Beach, Bali, Indonésia
6.a: Jul 02-13 – Corona Open J-Bay em Jeffreys Bay, África do Sul
7.a: Ago 10-21 – Tahiti Pro em Teahupoo, Taiti
8.a: Set 05-09 – Surf Ranch em Lemoore, Califórnia, Estados Unidos
9.a: Out 03-14 – Quiksilver Pro France em Hossegor, França
10.a: Out 16-27 – Meo Rip Curl Pro Portugal em Supertubos, Cascais
11.a: Dez 08-20 – Billabong Pipe Masters em Banzai Pipeline, Oahu, Havaí

A temporada 2017 do World Surf League Championship Tour será encerrada no Billabong Pipe Masters em memória a Andy Irons, definindo o campeão mundial nos dias 8 a 20 de dezembro deste ano no Havaí.

CALENDÁRIO FEMININO DO WORLD SURF LEAGUE CHAMPIONSHIP TOUR 2018:

1.a: Mar 11-22 – Roxy Pro Gold Coast em Snapper Rocks, Austrália
2.a: Mar 28-08 Abr – Rip Curl Women´s Pro Bells Beach em Victoria, Austrália
3.a: Abr 11-22 – Margaret River Pro em Margaret River, Austrália
4.a: Mai 10-19 – Oi Rio Pro na Praia de Itaúna, Saquarema (RJ), Brasil
5.a: Mai 27-09 Jun – Bali Pro em Keramas Beach, Bali, Indonésia
6.a: Jul 10-17 – Corona Open J-Bay em Jeffreys Bay, África do Sul
7.a: Jul 30-05 Ago – Vans US Open of Surfing em Huntington Beach, Califórnia, EUA
8.a: Set 05-09 – Surf Ranch em Lemoore, Califórnia, Estados Unidos
9.a: Out 03-14 – Roxy Pro France em Hossegor, França
10.a: Nov 25-06 Dez – Hawaii Women´s Pro em Honolua Bay, Maui, Havaí

A temporada 2017 do World Surf League Women´s Championship Tour será encerrada no Maui Women´s Pro, definindo a campeã mundial nos dias 25 de novembro a 06 de dezembro deste ano em Honolua Bay, na ilha de Maui, Havaí.

FONTE

UM POUCO DE SURF E ARTE PRA VOCÊ!

1.jpg

“Não existe meio mais seguro para fugir do mundo do que a arte, e não há forma mais segura de se unir a ele do que a arte.”  Goethe

Foi assim que Johann Goethe definiu a arte, mas nós surfistas sabiamente trocaríamos a palavra arte para tentar descrever o surf e apresentaráimos a frase dessa forma:

“Não existe meio mais seguro para fugir do mundo do que a surf, e não há forma mais segura de se unir a ele do que a surf.”  Equipe Do Surf

Essa até pode não ser a melhor definição, afinal existe uma beleza única em não entender o surf. O que queremos é mostrar que o surf e a arte estão interligados, e ambos são formas genuínas de se expressar e também se descobrir. E que temos por aí muitos surfistas artistas, ou artistas surfistas e que você precisa conhecer.

2.jpg

DREW BROPHY

Drew foi o pioneiro em criar desenhos para pranchas de surf.
Um dos mais reconhecidos artistas de surf no mundo, tem uma história interessante: abandonou o colégio para surfar e desenhar. Muitas vezes ouviu “Drew você não pode surfar e desenhar pelo resto da sua vida” e provou que estas pessoas estavam redondamente enganadas, ele não só podia, como fez.

Morando na Califórnia, começou a transpor suas visões em pinturas em suas próprias pranchas e na de seus amigos, rapidamente tornou-se conhecido, e logo depois se profissionalizou com apenas 20 anos de idade.

Hoje ele tem uma empresa com vários designers que criam layouts para pranchas, skates, tênis e roupas. Seu propósito sempre repetido é: “O meu trabalho é deixar as coisas mais legais e não é que ele consegue fazer isso mesmo?

JIM PHILLIPS

Uma lenda e grande referência para a maioria dos artistas de surf.

Nascido na Califórnia, começou sua carreira bem cedo, com apenas 17 anos ele fez um desenho para um concurso da revista Surfer Quarterly e ganhou. Depois disso passou por varias empresas do setor até que, em 1975 tornou-se diretor de design da marca Santa cruz Skateboards. Onde vários de seus desenhos ficaram conhecidos, como por exemplo a Handwave [primeira imagem abaixo].

RICK RIETVELD

Surrealista pop contemporâneo, nativo do sul da Califórnia, é conhecido por suas realizações como artista inovador e empreendedor. Suas criações são fortemente influenciadas pelo estilo de vida do surfista e do mar consequentemente, sempre embaladas com o seu surrealismo inato.

Como surfista, honra suas raízes e a cultura do surf em suas artes, Rick criou obras de arte para competições renomadas como Eddie Aikau e Quiksilver G-land Pro. Permanece até hoje fazendo trabalhos personalizados com encomendas para empresas ao redor do mundo. Conheça um pouco mais de seu estilo:

Pra nós que não temos habilidades com desenho e pintura e vivemos em cima da prancha a equação é simples:

O SURF CRIA OBRAS DE ARTES:
O MAR É A TELA, A PRANCHA O LÁPIS E NÓS? OS ARTISTAS! 😉

FONTE:
Livro surf Graphics

 

VAMOS ENTENDER O SURF DO COMEÇO…

alaia 3.jpg

“Alaia boards” são as famosas pranchas de madeira sem quilhas. Elas possuem seu bico arredondado e a tail quadrada. Eram usadas no Hawaii antes mesmo do século 20. Podem ter entre 7’ e 12’ de altura e pesar até 45 kg. No Hawaii, eram geralmente feitas da madeira de uma árvore chamada Acacia koa.

As Alaias mais modernas têm entre um 1,9m e 4m e são um pouco mais largas do que as Paipo boards [pranchas usadas para belly surfing ou knee surfing[ e menores que as Olo boards, que têm entre 18 e 24 pés. Porém, todas essas pranchas são parecidas uma vez que são feitas de madeira e não possuem quilhas.

Os antigos havaianos faziam suas Alaias com uma madeira local chamada ulu, koa e wiliwili. Já as mais modernas são feitas de várias madeiras diferentes.

alaia 1.jpg

SURF: AS VEZES É MELHOR NEM TENTAR ENTENDER…

Surfistas ou as pessoas que simplesmente tiveram uma pequena amostra do que é deslizar sobre as ondas, seja de pé, deitado, de joelhos e até sem prancha sempre tentaram descrever o que é o surf e como ele é capaz de transcender o esporte em si e se configurar como um estilo de vida.

Mas… Sinceramente? É impossível descrever ou colocar em palavras a sensação sem antes ter provado o verdadeiro sabor da água salgada.

Para você que nunca surfou, seja bem vindo à um mundo líquido, onde a conotação aqui imposta nada tem a ver com superficialidade ou fragilidade e sim com a impossibilidade de contemplação a olho nu.

entanda o surf 1.jpg

Podemos até tentar falar sobre o momento em que você vê a onda lá atrás, sente a adrenalina do seu corpo crescer e censurar qualquer tipo de racionalidade. Pouco antes de se perder na lisergia aquática podemos tentar resgatar a memória quando você sente as pernas bambas com a força da água que faz a prancha tremer, ressignificando o que seus pés conheciam como superfície. E mesmo assim não seria suficiente.

Podemos falar daquela onda, aquela que aumenta tão rápido quanto se aproxima, tão poderosa e perfeita que possibilita um estado de relação rápido porém intenso e uma oportunidade única de sintonia completa com a natureza. Não é possível simular a entrega ao prazer de cruzar uma parede verde e cristalina e produzir ali uma arte absolutamente individual. É o seu nome, sua assinatura e uma certeza no peito de que aquela onda foi concebida especialmente para você.

75b4692acd8c59f143d079a462a1fd2d.jpg

As palavras se tornam miseráveis, afinal a ligação entre o surfista e a onda ainda não pôde ser configurada em nenhum tipo de religião, crença ou fanatismo mas com certeza não é algo desse mundo.

13 RAZÕES QUE JUSTIFICAM NOSSO AMOR PELO SURF…

Os motivos para amar o surf são tantos que escolher só 13 foi difícil, mas vamos lá! Se tiver mais motivos é só comentar aqui 😉

Do surf 13 reasons

MOTIVO 1: O SURF É PARA TODOS!

Um dos motivos que mais nos faz amar o surf é que um esporte e um lifestyle para todos. Crianças, adultos, idosos, homens, mulheres e até pessoas com alguma limitação física podem pratica-lo sim! Não importa sua origem ou sua crença, entrar no mar e pegar umas ondinhas é permitido para quem quiser experimentar.

MOTIVO 2: FAZ BEM PRA SAÚDE

Assim como qualquer atividade física, o surf faz bem para saúde: melhora seu condicionamento físico fortalece abdómen, ombros, pernas e até tornozelos. Por ser um esporte ao ar livre você ainda se beneficia por respirar o ar puro e como é também um esporte que exige calma e paciência melhora até sua oxigenação cerebral.

MOTIVO 3: NOS COLOCA EM CONTATO COM A NATUREZA

Quanto mais precisamos de dinheiro para sobreviver – porque mais cara as coisas ficam – mais nos desconectamos da natureza. Pouco a pouco vamos nos conformando que lugares fechados são mais seguros e nos distanciamos do gosto pelos pés sujos de areia e quando chegamos no mar – só molhamos os pés e partimos. A natureza faz parte de nós e explica muito sobre nossos hábitos e dificuldade, entendê-la é necessário e apreciá-la é uma dádiva.

QUAL É UM DAS PIORES COISA QUE PODE ACONTECER EM UMA SURFTRIP?

Uma das piores coisas que pode acontecer durante uma surf trip é chegar no hotel, tirar a prancha da capa e ver que ela está quebrada ou machucada. Ou então mar novo, point ou reef break quebrando grande… E sua prancha quebra. Já pensou?

Em muitos países não se pode entrar com resina ou catalizador por ser um produto químico e inflamável. O que dificulta um pouco a prevenção. Pra evitar o bode, aqui vão algumas dicas pra consertar sua prancha!

DICA UM
Leve um produto chamado Suncure [Fácil de encontrar em qualquer surf shop] é uma bisnaga que já vem pronta para ser usado e seca rapidamente quando exposto ao sol. Importante comprar a versão adequada: Existe suncure específica para para pranchas de poliester e para pranchas de EPS [isopor], se você usar o errado poderá abrir um enorme buraco derretendo uma boa parte do isopor.

DICA DOIS
A aplicação é simples: limpe bem o local quebrado e deixe secar. Depois use uma lixa 220 ou 180 no local e preencha com Suncure [na sombra para que possa manusear antes de secar]. Alguns kit possuem retalhos de tecido, o que recomendamos colocar no reparo feito antes de expor ao sol. Depois basta deixar para secar e quando seco lixar para garantir a perfeição da bóia.

DICA TRÊS
Caso não tenha o Suncure, um outro aliado ao surfista é o bom e velho silvertape [Aquela fita prateada, fácil de encontrar em loja de materiais de construção ou surf shops] que pode ser colocada em pequenos trincados na prancha para evitar que aumente, até sobrar um tempo para levar em uma oficina para ser consertada.

QUER MAIS ALGUMA PROVA DE QUE NÃO EXISTE IDADE LIMITE PARA SURFAR?

Esse post foi indicado por um blog parceiro nosso que ajuda as mulheres [surfistas ou não] a conhecerem mais sobre moda em apenas 5 minutos – Mulherada, não percam! – www.modaem5.com.br – lá tem até guia do biquini 😉

E como o surf é democrático, para todos, executivos, jovens, mães, idosos, homens, mulheres, crianças de todas as etnias, religiões e origens não deixariámos de divulgar o fato de que o surfe vem conquistado mulheres com mais de 50 anos!

O esporte já não é exclusivamente masculino, faz tempo, e já foi até sugerido como tratamento por médicos! Por isso, ser considerado um sinônimo de bem-estar é algo quase orgânico.

do surf - glamour

Na imagem produzida pela VOGUE vemos duas mulheres de 57 e 62 anos posando com suas pranchas! O professor das meninas diz que o surf não tem idade e nem gênero e tem alunas de até 65 anos.

Elas são um verdadeiro exemplo e personificam o conceito de REINVENTAR. Afinal, muitas pessoas, com menos idade se acomodam em uma condição e dificilmente se aventuram em coisas novas – apesar de termos comprovações científicas de que aprender um novo esporte faz bem para o cérebro.

%d bloggers like this: